Há alguma restrição para viagens no primeiro e segundo trimestres de gravidez?

As viagens de avião nesses períodos da gestação são seguras, a menos que você tenha complicações como sangramento de escape (spotting), diabetes, pressão alta ou já tenha tido um bebê prematuro. Nesses casos, converse com seu obstetra antes de partir. Do contrário, vá tranquila. A maioria das futuras mamães elege o segundo trimestre, da 14ª à 27ª semana, como o período ideal para viajar, já que os enjoos ficaram para trás, a energia é maior e os riscos de aborto espontâneo são menores. Aproveite para desfrutar de jantares bem tarde da noite, passeios longos e horas de sono a fio.

Posso viajar de avião no último trimestre de gestação?

Desde que você não tenha nenhuma complicação médica, não esteja grávida de mais de um bebê e não tenha tido partos prematuros anteriores, geralmente não há problema em viagens até a 36ª semana. Mas informe-se antes de comprar a passagem, porque algumas companhias aéreas têm restrições a viagens para mulheres grávidas de mais de 28 semanas devido ao risco de parto prematuro. Não que ninguém vá perguntar se você está grávida na hora de vender seu bilhete, mas você poderá ser questionada bem no portão de embarque. Em todo caso, peça um atestado para o seu médico antes. Em alguns casos, no finalzinho da gravidez, o voo só é mesmo permitido com a presença do próprio médico junto com a passageira no avião.

Máquinas de raio X do aeroporto podem prejudicar o bebê?

Não, porque, quando você passa pelo portão de segurança do aeroporto, na realidade a máquina em questão é um detector de metais, que produz somente um campo eletromagnético. Os únicos itens a passar por raio X, com pequenos níveis de radiação, são suas malas.

Joyce Rodrigues