Início de gravidez: mal estar, fadiga e outros sintomas comuns

O inicio da gravidez é um misto de desconfortos. Alguns como náusea e fadiga, são as mais famosas. Outras incluindo sangramentos nasais e infecções urinárias são menos comuns.

Logo após a concepção, seu corpo inicia uma série de mudanças consideráveis, para torná-lo apto a sustentar seu bebê pelas próximas 37 semanas de desenvolvimento e crescimento. As glândulas endócrinas e a placenta aumentam a produção de hormônios. O volume do sangue aumenta e o útero se expande.

 

Durante os quatro primeiros meses de gravidez, você irá sentir muito mais do que nos outros meses, porque seu corpo ainda está se ajustando a essas mudanças. Pelo menos, você poderá se assegurar de que os sintomas do primeiro trimestre são quase sempre associados à gestações bem sucedidas. O mal estar matinal e indisposição que ocorrem durante este período são quase sempre fáceis de superar. A seguir um resumo sobre os sintomas mais comuns durante a gravidez.

Enjôo matinal

Mais de 70% das gestantes têm náusea, algumas vezes com vômitos, no início da gravidez. Os enjôos podem ser mais comuns pela manhã, mas podem ocorrer em qualquer momento. Você pode não sentir enjôos, mas pode sentir aversão a certos alimentos, como café e carne, particularmente por causa do cheiro. Desde que você continue a se alimentar com uma dieta balanceada, com os nutrientes que você necessita, evitar alimentos que te dão náusea não será grande problema.

Não se sabe a causa exata, mas os hormônios da gravidez influenciam no relaxamento do estômago.


Normamente ela dura até a 13ª ou 14ª semana, porém algumas mulheres continuam a sentir enjôos de tempos em tempos mesmo no segundo trimestre.

Dicas para amenizar o problema

  • Coma algumas bolachas "cream cracker" antes de se levantar da cama
  • Diminua a quantidade das refeições, e coma várias vezes ao dia, para o estômago nunca ficar vazio
  • Evite qualquer coisa que lhe cause náuseas
  • Beba muito líquido, especialmente se você tiver vômitos. Se seu estômago não aceitar água, tente tomar raspadinha de gelo, suco de frutas ou até mesmo picolés.
  • Chupe ou mastigue balas
  • Gengibre também dá bons resultados com os enjôos matinais. Algumas maneiras de consumi-lo é tomando chá, biscoitos de gengibre ou em cápsulas.

Prisão de Ventre

Este mal afeta pelo menos metade de todas as gestantes.

O aumento da progesterona, desacelera o processo digestivo. Além disso, seu intestino absorve maior quantidade de água, que tende a fazer as fezes ficarem mais duras e secas, tornando os movimentos intestinais mais difíceis.

A prisão de ventre costuma durar a gravidez inteira, porém ela é pior durante as primeiras 13 ou 14 semanas.

Dicas para amenizar o problema

  • Tente comer sempre nos mesmos horários.
  • Beba muito líquido, pelo menos 8 a 10 copos por dia.
  • Faça algum exercício diariamente.
  • Coma frutas, vegetais e grãos ricos em fibras, como trigo integral e aveia.
  • Procure ingerir também suplementos com fibras encontrados em farmácias, eles são recomendados pelos médicos às gestantes. Um laxante suave como leite de magnésia é seguro, mas não tome nenhum outro laxante sem conversar com seu médico.

Desmaios e Vertigens

Não se sabe ao certo quantas gestantes sofrem desse sintoma, mas acredita-se que uma em 20 mulheres passam por algum grau de tontura durante a gravidez. Ao contrario do que se vê nos filmes, raramente as mulheres chegam a desmaiar.

A gravidez causa considerável dilatação das veias e vasos sangüíneos do corpo. Na primeira metade da gravidez, entretanto, o volume do sangue não é suficiente para preencher todo esse espaço. Com isso, a pressão fica baixa. Duas condições que são comuns durante a gravidez - baixa de açúcar no sangue (hipoglicemia) e a baixa contagem de glóbulos vermelhos (anemia) - podem causar tonturas. Estas duas últimas causas podem exigir acompanhamento médico.

Vertigens e desmaios podem ocorrer a qualquer momento durante a gravidez, mas são mais freqüentes no início do segundo trimestre, quando as veias estão dilatadas devido aos hormônios da gravidez, mas o volume do sangue ainda não é suficiente para completá-las.

Dicas para amenizar o problema

  • Levante-se devagar, sente-se primeiro na borda da cama
  • Ande com passos curtos e descanse num curto espaço de tempo
  • Evite ficar parada por muito tempo
  • Evite deitar-se de costas, prefira deitar-se de lado. Um travesseiro embaixo do abdômen pode deixar uma posição mais confortável.
  • Evite se aquecer demais. Saunas e banheiras quentes podem aumentar a chance de desmaios. Tome banhos frescos, use ar condicionado quando necessário e evite áreas abafadas.
  • Mantenha-se fisicamente ativa melhorar a circulação. As atividades ideais são caminhadas, hidroginástica e yoga pré-natal.
  • Beba grandes quantidades de líquidos, principalmente de manhã.
  • Coma alimentos ricos em ferro como feijão, carne, brócolis e frutas secas para ajudar seu corpo a repor as células do sangue.

Fadiga

A maioria das mulheres se queixam de fadiga ou mais sono durante o primeiro trimestre da gravidez.

Para transportar oxigênio e nutrientes para o feto, seu corpo produz mais sangue e seu coração passa a trabalhar mais rápido. Estas mudanças no início da gravidez exige grande demanda do seu sistema circulatório. Durante este tempo, o corpo também esta produzindo altos níveis de progesterona, que também causa sono. Estas podem ser as causas da fadiga no início da gravidez.

Normalmente a fadiga alivia no segundo trimestre, mas pode retornar no terceiro, quando o bebê estiver pesado em sua barriga.

Dicas para amenizar o problema

  • Descanse. Tire cochilos durante o dia ou depois do trabalho. Se você precisar dormir em plenas 7 horas da noite, vá! Não existe outra maneira de vencer o sono do que indo dormir
  • Evite assumir responsabilidades extras. Cancele compromissos e eventos sociais se for muito cansativo para você.
  • Peça ajuda. Use seu companheiro ou filhos para ajudá-la sempre que possível.
  • Exercite-se regularmente. Exercícios moderados, como caminhar 30 minutos ao dia, podem ajudá-la a ter mais energia.
  • Coma alimentos ricos em ferro e proteína. A pouca ingestão destes nutrientes podem agravar seu cansaço. Alimentos ricos tanto em ferro como proteína incluem carne vermelha, frutos do mar, aves e ovos. Outras boas fontes de ferro incluem grães integrais, ou cereais enriquecidos com ferro, pães e massas.
  • Evite estimulantes. Evite cafeína, que pode ser prejudicial em altas doses. Qualquer produto industrializado indicado para fadiga e cansaço não é recomendado na gestação.

Azia

Mais da metade das gestantes têm azia, uma sensação desconfortável causada pelo retorno dos sucos gástricos para dentro do esôfago, o tubo que leva a comida até a boca do estômago. Ela ocorre em qualquer fase da gestação, porém é mais comum durante o terceiro trimestre.
A azia, a prisão de ventre e arrotos são causados pela digestão lenta, devida também aos hormônios da gravidez. Conforme a gestação avança, um segundo fator que é a expansão do útero também pode tirar seu estômago da posição original, também contribuindo para a azia.

Dicas para amenizar o problema

  • Faça várias pequenas refeições ao invés de duas ou três grandes, e coma devagar.
  • Evite frituras, álcool, chocolate, pimenta, alho e cebola.
  • Beba grande quantidade de líquidos, principalmente água.
  • Evite café, até mesmo o descafeinado, ele também piora a azia.
  • Deite-se somente de duas a três horas depois das refeições. Se a azia começa quando você se deita, tente usar dois travesseiros para ficar um pouco inclinada.
  • Converse com seu médico sobre antiácidos ou outros medicamentos que aliviam a azia. Estes produtos podem ser usados sem risco durante a gestação, porém seu médico precisa conhecer qual você toma e a freqüência.

Variações de Humor

Apesar da incidência da variação de humor seja desconhecida, algumas mulheres no primeiro trimestre e algumas semanas antes do parto podem sentir variações emocionais saindo da alegria e felicidade até irritabilidade e depressão.

Mau-humor, mudanças hormonais e ansiedade sobre o futuro podem contribuir para mudanças instantâneas em seu humor. Você pode se sentir melhor se você se lembrar que estas emoções são normais e saudáveis. Essas variações podem ocorrer em qualquer momento da gravidez. Se você tem TPM, você poderá ter variações de humor mais extremas quando estiver grávida.

Dicas para amenizar o problema

  • Tenha refeições regulares que incluam uma variedade de frutas frescas, vegetais e grãos integrais
  • Durma o suficiente.
  • Conte com seus parentes e amigos para te ajudarem sempre que puderem, porém se você se sentir oprimida, fale com seu médico.
  • Tente técnicas como meditação ou relaxamento.

Problemas nasais: Roncos, congestão e sangramentos

Mais de 25% das gestantes roncam, comparado com aproximadamente 4% das mulheres não-grávidas na mesma idade. Congestão nasal e sangramentos também são relativamente comuns.

Como mais sangue flui em suas membranas, revestimento do nariz e vias aéreas, pode acontecer de restringir o fluxo do ar causando ronco, congestão e sangramentos. Apesar de que roncar é apenas um incômodo, ele pode ser associado com condições sérias como hipertensão ou disfunções do sono onde a pessoa para de respirar por curtos períodos (apnéia). Mulheres que roncam durante a gravidez possui maior risco de pressão alta (pre-eclampsia). Os problemas nasais podem se desenvolver em qualquer etapa da gestação.

Dicas para prevenir o ronco

  • Durma de lado, ao invés de outra posição. Deitar-se de costas faz com que sua lingua e céu da boca se apóiem em sua garganta, bloqueando a passagem do ar.
  • Use uma tira nasal para expandir a passagem de ar.
  • Evite ganhar mais peso do que o recomendado pelo médico.

Corrimentos e infecções vaginais

Um aumento da secreção vaginal é universal durante a gravidez, como resultado da renovação das celulas do revestimento da vagina.

O engrossamento da parede da vagina causado por hormônios causam um muco cremoso, branco e sem odor denominado leucorréia. É inofensivo e não precisa de tratamento. Outros tipos de corrimento podem ser causados por infecções causadas por fungos e bactérias. Infecções bacterianas causam corrimentos com mau cheio cinza esverdeados. Sinais e sintomas de infecções causadas por fungos são corrimentos grossos, brancos como coalhada, causam coceira, queimação e vermelhidão na área da vagina e da vulva, e ardor ao urinar.

Nenhum dos dois tipos de infecção são perigosos diretamente para seu bebê, e podem ser tratados durante a gravidez. Infecções causadas por fungos são mais comuns devido aos efeitos dos hormônios da gravidez no meio vaginal. Infecções causadas por bactérias não são muito freqüentes em gestantes tanto quanto em outras mulheres sexualmente ativas.

O corrimento esbranquiçado é comum durante toda a gravidez. Se você tiver sintomas como coceira, mau-cheiro, queimação e outros desconfortos vaginais, você pode estar com infecção e deve ser tratada por um médico.

Duchas não são recomendadas e podem causar infecções no útero, que podem até provocar parto prematuro. Nunca use duchas durante a gravidez.

Outros Problemas

Dores de cabeça são um tanto frequentes no início da gravidez, mas nada além do normal. Se você tiver uma dor de cabeça de vez em quando, peça ao seu médico para receitar paracetamol quando a dor aparecer. Dores nas costas também é um problema comum no final da gravidez, mas também podem aparecer no primeiro trismestre, principalmente se não for sua primeira gestação.

Infecções urinárias são comuns durante a gravidez e devem ser tratadas assim que começarem. Aumento da freqüência de urinar é muito comum devido à expansão do útero, que pressiona a bexiga. Dor ao urinar pode ser um sintoma de infecção urinária e deve ser prontamente avaliada.

Também fale imediatamente com seu médico se acontecer:


  • Sangramento vaginal moderado ou intenso
  • Qualquer quantidade de sangramento vaginal acompanhado por dores, cólicas, febre ou calafrios
  • Sangue tipo borra de café
  • Dor de cabeça forte ou persistente, especialmente com tonturas, desmaios, náuseas ou vômito, ou distúrbios visuais
  • Dor pélvica moderada ou severa
  • Vômitos com dor e febre
  • Calafrios ou febre
    (39ºC ou mais)

Seus enjôos matinais, sono de dia ou à tarde, azia e outros sintomas citados anteriormente são fortes lembretes de que seu corpo está ajudando seu bebê a se desenvolver e crescer. Se você descansa o suficiente e faz com que esteja sempre confortável, você e seu bebê irão prosperar durante toda a gestação!

Atenção: Só é possível você descobrir uma gravidez fazendo um exame. Não respondemos perguntas sobre esse assunto. Agradecemos sua compreensão.