amber-necklace-manny[1]

Há alguns anos um acessório curioso tem chamado a atenção de quem repara um pouco mais nos bebês e crianças que circulam por aí: o colar de âmbar. O âmbar é uma resina fóssil produzida por pinheiros que cresceram há cerca de 50 milhões de anos. Encontrado desde o Neolítico, é considerado um dos maiores tesouros da nossa natureza. A resina preserva folhas, flores e pequenos insetos que ficaram ali, em seu estado natural, o que o torna cada peça única.

Apesar de sua beleza, muitas pessoas estranham que crianças tão novas (algumas recém-nascidas), já utilizem o colar. O colar de âmbar é novidade no ocidente, apesar de amplamente utilizado na Europa. No oriente, faz parte da medicina natural há muitos anos, e muitas crianças chinesas já saem da maternidade utilizando o  colar.       Mesmo sem ser cientificamente comprovada a sua eficácia, acredita-se que o âmbar  é uma resina que libera um componente conhecido como ácido succínico. A substância é famosa por ter propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, cicatrizantes e imuno-estimulantes, o que atenuaria os desconfortos causados pela erupção dos dentes.

Por outro lado, pediatras e pais se preocupam com a segurança do acessório. O colar poderia sufocar a criança, ou se arrebentado, suas pedras poderiam ser ingeridas acidentalmente. Segundo Géssica Schoenemayer, mãe e empreendedora na empresa Mamacha, “o colar é totalmente seguro quando é feito com nós entre as pedras, o que impede que elas se soltem no caso de o colar arrebentar. O fecho em rosca também impede que a criança se machuque ou consiga abrir o colar. Se ele for comprado no tamanho correto, também não existe o risco da criança se sufocar. Como toda novidade, há o medo de que não seja seguro, mas se tiver tudo certinho, não tem problema nenhum”.

Géssica conta que o colar de âmbar é uma das peças que mais vende em sua empresa, especializada em slings e acessórios para mães e bebês: Descobri o colar de âmbar quando minha filha nasceu. Comecei a pesquisar sobre suas propriedades medicinais e decidi usar nela. Com dois meses já colocamos o colar de âmbar e ela não teve sintomas como inchaço, irritabilidade ou coceira. Com o tempo percebi também que poderia usar para outros momentos, como quando ela está com febre, agitação ou até mesmo resfriada.  Como minha experiência pessoal com o âmbar foi muito positiva, comecei a revender. Importo ele da Lituânia e vendo aqui no Brasil. Vendo em várias peças por mês. E tenho percebido que a busca pelo âmbar está aumentando, hoje as mães não vem buscar apenas colares para seus bebês, mas também para elas. Atendo clientes que buscam o âmbar para aliviar crises de enxaquecas, fibriomialgia…  E sempre recebemos uma resposta positiva em relação ao seu uso.”

Famosos como Gisele BündchenMiranda KerrBárbara Borges, entre outros, parecem concordar. Seus filhos já exibem o colar por aí.

Para mais informações sobre o colar de âmbar, entre em contato com a assessoria de imprensa da Mamacha.

Contatos:

Sara Bonfim – (41) 96266168 / (41) 30290608
mamachaslings@gmail.com